Aulas presenciais e remotas da rede municipal retornam em 17 de fevereiro

Alunos que não retomarem o ensino presencial continuarão recebendo atendimento remoto

Alunos que não retomarem o ensino presencial continuarão recebendo atendimento remoto

As aulas da rede municipal de ensino de Campo Bom já têm data para retornar, dessa vez com o método de ensino híbrido. O início será no dia 17 de fevereiro e, após quase um ano letivo inteiro em que as aulas foram somente a distância, os alunos poderão voltar para as escolas. A coordenadora-geral da Secretaria de Educação e Cultura, Márcia Tornin, explica que, por turno, cada escola vai receber um número limitado de alunos, com até 50% da capacidade máxima de ocupação em cada espaço escolar, de forma escalonada para atender 100% dos estudantes que optarem pelas aulas presenciais. “Como o aluno vai estar na escola em apenas um turno, o restante da carga horária precisará ser complementada com atividades remotas”, afirma. Ela ainda ressalta que os filhos cujos pais não permitirem o retorno presencial continuarão recebendo o atendimento remoto, da mesma forma que estava ocorrendo em 2020. “O aluno não é obrigado a estar na escola, mas seu responsável firma o compromisso de que ele tenha um acompanhamento sistemático das atividades e avaliações previstas, de forma que o desempenho dos estudantes que estão estudando presencialmente e remotamente caminhem em conjunto”, diz.

Segundo o prefeito Luciano Orsi, educação é prioridade desde o início da gestão e, mesmo com a pandemia, o Município conseguiu manter a qualidade no ensino. “Graças a um esforço conjunto da Prefeitura e dos profissionais de ensino, conseguimos vencer um ano de pandemia e alinhar nossas ações para 2021. Estamos preparados para voltar a atender nossos alunos nas escolas, priorizando a segurança deles e garantindo que continuem recebendo uma educação transformadora”, declara. 

Segurança em primeiro lugar

O número de alunos por sala de aula será limitado, com possível escalonamento de horários de entrada, intervalos e saídas para evitar aglomerações, conforme condições de funcionamento de cada escola. Para se certificar de que todos os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19 estejam sendo seguidos no retorno às aulas presenciais, a Prefeitura criou o Centro de Operação de Emergência em Saúde para Educação (COE - E Municipal), exigido pelo Estado a todos os municípios. Cada escola possui seu COE local e elaborou o seu próprio Plano de Contingência para Prevenção, Monitoramento e Controle da Covid-19, que deverá estar aprovado pelo COE Municipal. Buscando garantir a segurança dos alunos e profissionais das escolas, os estudantes receberão duas máscaras de tecido na volta às aulas e os professores, além de duas máscaras de tecido, um protetor facial de acrílico. Cada escola terá à disposição álcool gel, totem dispensador de álcool gel, borrifadores de álcool, álcool líquido 70%, dispensadores de parede para álcool gel, dispensadores de parede para sabonete líquido, tapete sanitizante, termômetro corporal infravermelho, fitas demarcatórias para piso, fitas para isolamento de ambientes e lixeiras com tampa e acionamento de pedal.

 

Confira como será o formato presencial para cada etapa escolar

Educação Infantil - Creche turno integral: 6h30min às 11h30min/ 12h30min às 18h

Escalonado com 50% da turma no turno da manhã e 50% no turno da tarde

Educação Infantil - Pré-escola turno integral

Escalonado com 50% da turma no turno da manhã e 50% no turno da tarde

Educação Infantil - Pré-escola turno parcial

Revezamento com 50% em dias alternados da semana

Ensino Fundamental – anos iniciais/tempo integral: 7h30min às 11h30min/ 12h30min às 16h30min

Revezamento com 50% da turma no turno da manhã e 50% no turno da tarde

Ensino Fundamental - anos iniciais parcial

Revezamento com 50% em dias alternados da semana

Ensino Fundamental - anos finais

Revezamento com 50% numa semana e 50% na outra semana

 

Foto: Laura Poersch Schommer/PMCB

Tags