Guarda Municipal de Campo Bom inicia formação no dia 3 de novembro

Guarda Municipal de Campo Bom inicia formação no dia 3 de novembro

Curso será ministrado pelo Centro de Formação de Guardas Municipais de Gravataí e vai até 27 de maio de 2022

A última etapa para efetivação da Guarda Municipal de Campo Bom inicia na quarta-feira, 3 de novembro, na Ulbra, em Gravataí. A formação dos 20 agentes de segurança e outros 20 que vão compor o cadastro reserva terá aula inaugural, com o prefeito Luciano Orsi, na quinta-feira (4).

Orsi destaca que o curso de formação é mais um passo importante de todo o processo para implantação da Guarda Municipal. “Semana passada, a Superintendência da Polícia Federal aprovou nosso Plano de Ações e Metas que visa à capacitação, habilitação, uso e emprego de arma de fogo pelos futuros agentes da Guarda Municipal. Agora vamos iniciar a preparação dos profissionais que atuarão na corporação”, diz o prefeito.

Na segunda-feira (25), o secretário de Segurança e Trânsito, Rosalino Constante Seara, e integrantes da sua pasta estiveram em Gravataí reunidos com coordenadores do Centro de Formação de Guardas Municipais (CFOGM) para ajustar os últimos detalhes sobre a formação que terá duração de 1.312 horas/aula, com término previsto para 27 de maio de 2022. A Fundatec, responsável pelo concurso, deve emitir edital orientando os candidatos aptos a realizarem o curso.

Rosalino ressalta os cuidados da Prefeitura, por meio da Secretaria de Segurança, no sentido de proporcionar uma ótima formação aos futuros guardas. “Todas as questões importantes foram abordadas para que tudo transcorra da melhor forma possível. Inclusive o secretário de Segurança de Gravataí, Flavio Lopes, participou do encontro e esclareceu as dúvidas”, explicou Rosalino.

Flavio Lopes explica que a formação de guardas municipais obedece a matriz curricular da Secretaria Nacional de Segurança Pública e o Estatuto das Guardas Municipais. Baseado nessas duas fontes, o CFOGM montou uma matriz curricular que abrange todas as competências para os guardas municipais, num total de 31 disciplinas. “Os formandos saem com porte de arma de fogo e habilitados como brigadistas de incêndio e fiscais de trânsito, podendo desempenhar todas as funções estabelecidas pela Constituição Federal”, observa Lopes.

PLANO DE AÇÕES E METAS

Na sexta-feira (22), o diretor da Guarda Municipal, Émerson Edinei Lopes, recebeu da Superintendência da Polícia Federal (PF), em Porto Alegre, a aprovação do Plano de Ações e Metas que visa à capacitação, habilitação, uso e emprego de arma de fogo pelos futuros agentes. Os principais pontos são a avaliação psicológica periódica com profissional credenciado junto à PF; treinamento, capacitação e habilitação para o emprego de arma de fogo feito com instrutores credenciados junto à PF, com supervisão da Superintendência da Polícia Federal; avaliação periódica de tiro e curso de formação com carga horária superior a mil e trezentas horas.

Tags